PM RECUPERA CARRO E MATERIAIS ROUBADOS EM PERDIGÃO; SUSPEITO APONTA ARMA PARA POLICIAIS, LEVA TIRO E MORRE

342

A Polícia Militar (PM) recuperou diversos materiais e uma caminhonete Fiat Strada roubada nesse domingo (10), em Perdigão. Segundo a PM, durante a fuga um dos suspeitos, que não teve a idade divulgada, apontou uma arma de fogo na direção dos militares que, para resguardar suas vidas, atiraram e atingiram o homem, que foi socorrido pelos policiais, mas morreu após dar entrada na UPA de Nova Serrana.

Após receberem denúncias de um roubo ocorrido no Bairro São José, os militares iniciaram rastreamento e localizaram, em um lote vago, a caminhonete Fiat Strada levada pelos criminosos. Durante as diligências, os policiais depararam com um Uno utilizado na ação delituosa. O carro estava em um posto de combustível próximo à Torneiros, na zona rural de Pará de Minas. Ao ser determinado que os dois suspeitos que estavam no veículo saíssem para serem abordados, o condutor acelerou o veículo na direção dos militares. A dupla fugiu, mas logo após pararam o carro e correram em direção a uma mata, sendo perseguidos pelos policiais.

Segundo a PM, um dos homens estava com uma arma de fogo em mãos, sendo dada ordem para que o mesmo soltasse a arma, momento em que o suspeito direcionou a arma de fogo na direção dos militares que, para resguardar suas vidas, efetuaram disparos de arma de fogo na direção do homem.

O suspeito de cometer o roubo foi atingido por um disparo de arma de fogo, sendo socorrido imediatamente pelos policiais e encaminhado para a UPA de Nova Serrana, vindo a óbito posteriormente. 

A PM informou que foi apreendida com o homem baleado uma pistola calibre 765 com três munições. Já no Uno foram recuperados três televisores, dois notebooks, roupas, joias, cheques e diversos bens materiais roubados em Perdigão.

Os objetos recuperados foram apreendidos e levados para a Delegacia. A Fiat Strada e o Uno foram removidos para o pátio credenciado ao Detran. 

A PM ressaltou que todas as medidas de Polícia Judiciária Militar foram tomadas para esclarecer a participação dos militares na ocorrência.

Fotos: PM / Divulgação